Capa / Esportistas (Página 2)

Esportistas

Enlouquecido por título, Neymar dribla repórteres e fica de cueca

Mais uma vez protagonista de um título do Santos, o quinto nos últimos três anos, o atacante Neymar ficou enlouquecido com o tricampeonato paulista neste domingo. Em comemorações no gramado, o jogador driblou os repórteres que tentavam entrevistá-lo, correu todo o campo, ficou de cuecas e seguiu aos vestiários.

O fato inusitado com a imprensa ocorreu quando todos os jornalistas presentes dentro do gramado se atiraram em busca do camisa 11, que em êxtase pelo título seguiu correndo e deu “dribles” nos repórteres. A torcida gostou do acontecimento, bradou “olé” e passou a gritar o nome do jogador. Depois, Neymar se jogou no chão, abraçou companheiros, tirou a camisa, a bermuda e, de cuecas, correu para os vestiários, mais uma vez arrancando gritos efusivos da torcida santista. O Santos derrotou o Guarani por 4 a 2, pela decisão do torneio estadual – o jogo de ida foi 3 a 0 para os alvinegros. MAIS EM: www.famosusonline.blogspot.com

FAMOSOS NA CAM – Ronaldinho Gaúcho batendo punheta na cam

Sergio Martinez, boxeador em campanha

Pan-Americano (vespertino) – Gostosos da Ginástica Artística conquistam ótima audiência


A Record exibiu na tarde desta quinta-feira (27), a Ginástica Artística pelos jogos Pan-Americanos e conquistou boa audiência.

Segundo a prévia, entre 15h55 e 17h48 a emissora marcou 7 pontos contra 9 da Globo, e entre 17h56 e 18h15 também marcou 7 pontos contra 12 da Globo, foi vice.

* Cada ponto equivale a 58 mil domicílios na grande SP

Jogador de rúgbi faz propaganda só de cueca e é zoado no Pan

Recheada de patrocinadores e apoiadores, a seleção brasileira de rúgbi quer estar na moda. Com a estreia em Pan-Americanos, jogadores também começaram a lucrar com a exposição crescente do esporte no país nos últimos anos.

Três dos 12 atletas da modalidade que disputam o Pan de Guadalajara têm patrocínios pessoais de marcas esportivas. E Daniel Gregg é patrocinado pela marca de roupas Carmim.
Mas o que mais chamou a atenção –até dos próprios companheiros de seleção– foi que a primeira campanha que ele fez para a empresa foi usando apenas cueca.

“Quando eu era moleque já tinha feito uns comerciais. Mas nada de outdoor na avenida Paulista, de cueca”, lembrou Gregg, que é coordenador da escolinha de rúgbi do Vasco e do Niterói Rugby.

Dono de uma cafeteria em Niterói, o jogador diz que o patrocínio o ajuda a complementar a renda. Mas a primeira peça publicitária já rende piadinhas no time do Brasil, que estreia neste sábado no Pan.
“Tem jogador que fica me pedindo cueca”, disse. “Pessoal zoa, mas depois vê que é legal, ficam com ciúmes porque tenho patrocínio e eles, não. Fazem brincadeiras saudáveis, dão uma zoadinha”, conta.

A empresa o procurou devido ao desempenho no Sul-Americano, no começo deste ano. O Brasil foi terceiro colocado, mas venceu a Argentina na fase preliminar e acabou com uma invencibilidade de 74 anos.

“Tive a oportunidade de fazer o ‘try’ [ponto máximo do rúgbi] da vitória. Eles entraram em contato comigo porque queriam uma história legal e usaram o ‘try’ contra a Argentina na campanha. Está lá: `Gregg, autor do try que tirou a invencibilidade da Argentina'”, contou.

Como a maioria dos jogadores da seleção, Gregg é amador, ou seja, necessita de outras atividades para se manter como jogador de rúgbi.

“Como atleta não dá para viver profissionalmente no Brasil. Agora estamos conseguindo resultados e retorno.”

No sábado, o time brasileiro (que tem patrocínio ou apoio de Topper, Bradesco, Heineken, Terapêutica, Probiótica, Deloite) joga contra Canadá, Estados Unidos e Chile. No domingo acontecem as quartas de final, semifinal e final. É a primeira vez que o rúgbi participa dos Jogos Pan-Americanos. Em 2016, estará também na Olimpíada do Rio.

Rafael Nadal exibindo o seu corpitcho na praia

Adriano Imperador treinando de bunda pra cima no Corinthians

Instrutor de paraquedas é demitido após transar com mulher em salto


É bem verdade que sexo pode levar os envolvidos às alturas. Agora, vá tentar convencer um ator pornô de que ele pode se meter em problemas para mais de metro sem os devidos cuidados…

A história de sexo que acabou em altas confusõesdo dia vem de Taft, na Califórnia (EUA). Alex Torres, ator pornô que trabalha como instrutor de paraquedismo nos fins de semana, postou em seu blog um vídeo dele e de Hope Howell, recepcionista da escola onde ele dá aula (de paraquedismo, claro), se amando. Óóóóunn!!!

No vídeo, os dois começam a fazer sexo tendo como música de fundo uma música da cantora chat…, errr, pop Katy Perry. Depois de pularem um no outro, a dupla salta do avião e continua a diversão.

Embora sexo em um avião particular e gostar de Katy Perry não sejam crimes, a Administração da Aviação Federal (FAA, na sigla em inglês) e a polícia investigam se o ato dos dois pode ter distraído o piloto da aeronave. Isso sim seria crime.

O vídeo foi removido do blog de Torres no início da semana, quando ele tomou conhecimento de que poderia se meter em altos rolos por causa da história. Preocupado com a repercussão, o dono da escola de paraquedismo mandou o ator pornô tomar o rumo de casa.

A arte de dançar balé

Louie Vito, snowboarde em campanha